27 de agosto de 2011

Cinedica: Planeta dos macacos- A origem

Olá meninas,
     Sábado passado fiquei devendo a vocês a dica de filme, mas hoje venho com essa super fresquinha, que acabou de estrear nos cinemas aqui do Brasil. Planeta dos macacos- a origem, é aquele tipo de filme que já estamos cansados de ver por aí, contando o que aconteceu para desencadear toda a história já famosa por aí.     
      Apesar desses filmes de origem serem "moda" e a maioria deles serem bem ruins, esse me surpreendeu. Um ótimo filme, a história super bem desenvolvida, e bem convincente a conexão entre essa origem e o restante da série. No começo ele é meio lento, claro, pois explica detalhadamente o processo, a partir do meio o filme pega um ritmo bem mais interessante, até chegar ao clímax, ação pura, e cenas incríveis. Não posso deixar de falar que os efeitos são maravilhosos, e os macacos construidos digitalmente são perfeitos. Outra coisa que me chamou a atenção foi a construção de uma sociedade e sua hierarquia, e os preceitos de uma revolução e principalmente as consequencia dos erros e ganância humana.


Will Rodman (James Franco) é um cientista que trabalha em um laboratório onde são realizadas experiências com macacos. Ele está interessado em descobrir novos medicamentos para a cura do mal de Alzheimer, já que seu pai, Charles (John Lithgow), sofre da doença. Após um dos macacos escapar e provocar vários estragos, sua pesquisa é cancelada. Will não desiste e leva para casa algumas amostras do medicamento, aplicando-as no próprio pai, e também um filhote de macaco de uma das cobaias do laboratório. Logo Charles não apenas se recupera como tem a memória melhorada, graças ao medicamento. Já o filhote, que recebe o nome de César, demonstra ter inteligência fora do comum, já que recebeu geneticamente os medicamentos aplicados na mãe. O trio leva uma vida tranquila, até que, anos mais tarde, o remédio para de funcionar em Charles e, em uma tentativa de defendê-lo, César ataca um vizinho. O macaco é então engaiolado, onde passa a ter contato com outros símios e, cada vez mais, se revolta com a situação.

créditos: adoro cinema

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz aí