14 de janeiro de 2012

Fashion Rio: Primeiro dia

Olá meninas,
tirando o atraso, estou aqui pra trazer algumas imagens e comentários sobre os desfiles do Fashion Rio, segundo mais importante circuito de moda do país. Abrindo a semana de desfiles Herchcovitch, Acquastudio, Patachou, Alessa e Cantão.

A segunda marca do estilista Alexandre Herchcovitch, que foca no denim levou à passarela o estilo dos artistas novaiorquinos dos anos 80. O que predominou foram os jeans em tom escuro, e as lavagens diferenciadas. As silhuetas mais enxutas, a não ser as mangas, que apresentam bastante volume. As cartela de cores se concentra no azul e no camelo, passando por laranja e verde, em menor quantidade.

Eu: Adorei a coleção, principalmente o cumprimento e altura do cós das calças. Os jeans no geral são bem bonitos e as lavagens muito interessantes.

A grife destacou bastante as oposições, tecidos mais pesados com leves e cores neutras e invernais com tons pastéis. Os tecidos em sua maioria apresentavam texturas ou estampas, sem esquecer de muito brilhos dos cetins, sem falar que a transparências ainda se fez presente. A silhueta mais sequinha e os comprimentos na altura do joelho.

Eu: Achei bem legal a mistura de cores e tecidos. Amei também o mix de estampas e principalmente a leveza que a marca deu aos looks de inverno.


A Patachou exibiu um desfile com um conceito super amarradinho, tanto nos tecidos, shapes e cenário. Tudo complementou a viagem ao Oriente que a marca propôs. Muito brilho nos tecidos e aplicações, detacaram-se o linho encerado e o cetim de cera. As roupas são claramente inspiradas nas vestimentas do Japão, cada caimento e cada detalhe o levam para lá. As cores se concentram nos tons terrosos como vinho, preto, amarelo e laranja.

Eu: Amei o desfile, o melhor da noite. Curti muito a cartela de cores, e como foi trabalhado o recorte e caimento das peças, perfeitos.

Com uma atmosfera completamente étnica, as estampas foram inspiradas nos detalhes dos tapetes persas, que ampliadas e misturadas a elementos brasileiros conferiu este visual diferenciado. O inverno da marca veio bem colorido, o que deixou tricôs com aparência leve. A cartela de cor se concentrou em tons como vermelho, laranja, marrom e alguns toques de azul.

Eu: Gostei bastante do resultado final das estampas, bem maxi, e interessantes, devido sua inspiração inusitada.

A marca se inpirou no conforto, partindo da idéia do casulo. Levou a passarela tricô, tweed e seda. As silhuetas apareceram mais amplas, principalmente nos casacos e vestidos. A cartela de cores foi bem democrática, indo de off white, preto e cinza à cores mais vivas, como amarelo, laranja, verde e azul.

Eu: Visualmente me agradou bastante, além de não gostar muito da inspiração ainda achar que as peças não a traduzem bem. Não sei se a marca está passando por algum reposicionamento, mas muita das roupas que vi estão bem distantes da identidade da marca e do seu público.

Bom meninas, 
é isso, curtiram os desfiles?

Beijos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz aí