22 de janeiro de 2012

SPFW: Terceiro dia

Hey Girls,
Terceiro dia de desfiles, pudemos encontrar desfiles bem diferentes, mas que se assemelham em um aspecto, todos bem escuros. O couro também predominou nas criações dos estilistas, e mais um vez vimos bastante transparências cruzarem as passarelas. Vamos às fotos?

Reinaldo Lourenço foi mais um estilista a se inspirar no estilo gótico, levando às passarelas bruxas modernas e urbanas. Bem trabalhada a inspiração deu origem à uma coleção cheia de couro, peles e transparência. A atmosferas escura predominou, com muito preto, que foi quebrado por algumas cores como o vermelho, e alguns looks mais claros, compostos por estampas que mesclavam as cores azul, verde e laranja.

Admiro muito o estilista. Gostei da mistura dos couros com peles e transparências, curti mais os looks monocromáticos em preto.

A marca misturou heavy metal com os vikings, o que deu origem a uma coleção repleta de couro, fivelas e brilho. Os cortes retos predominaram, enquanto o comprimento variava, entre saias mais compridas e hot pants. O preto foi a cor chave do desfile, sempre complementado por alguns looks monocromáticos de laranja bem vivo, ou da mistura do camel com brilho metalizado.

Novamente couro, e eu adorando as peças. O corte das peças de couro reto as deixaram mais interessante. A mistura de materiais também chamou a minha atenção, de tudo um pouco, metalizado, paetê, pele e renda.

O desfile de Mario Queiroz misturou Art Deco com futurismo, levando um desfile clássico e sóbrio à passarela. As peças exibiram muitas sobreposições e uma silhueta extremamente larga. A cartela de cores teve destaque do cinza e suas variante, com laranja, bordô e azul. Os tecidos bem pesados, muita lã, jacquard e veludo.

Não me agraram muitas sobreposições, acho que fica confuso, muitas peças largas e juntas não me agradam visualmente. Mas curti o uso do cinza, e das estampas.

A estilista levou ao seu desfile roupas inspiradas nas lingeries vintage, e nos seus cortes. A cartela de cores ficou bem neutra entre tons de cinza, caramelo e bege. Os corte precisos e minimalistas ganharam uma aparência mais romântica com tecidos leves, ou em rendas nos tecidos mais pesados. A silhueta mais fluida sempre acinturada.

Adorei as aplicações de renda, o comprimentos misturados às silhuetas mais larguinhas bem marcadas na cintura.

Muito brilho e transparências foram o modo do estilista de traduzir a sua inspiração nas jóias, tranformando suas roupas em uma. Apresentou uma silhueta bem marcada, saias rabo de peixe longas ou midi. Muitos borados e detalhes em pedrarias tiraram a necessidade de cores, o branco foi predominante, seguido do preto com prata, com alguns looks mostarda. 

Sou suspeita pra falar, pois amo o trabalho do estilista, sempre confeccionando vestidos lindos, misturando o romantico com o dark. Ninguém trabalha tão bem com transparências e brilhos como ele.

Amanhã tem mais. 

Beijos,


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz aí