24 de janeiro de 2014

Semana de moda Paris Alta costura - Verão 2014

Olá meninas,

     estava vendo a cobertura dos desfiles de alta costura que estão acontecendo em Paris, e resolvi fazer um resumão de tudo do que está rolando por lá. Tem muita coisa legal, e outras bem ruins, também coisas que vão virar tendência e outras completamente conceituais. Vamos lá.

Zuhair Murad



Pra mim um Ellie Saab mais sexy. O desfile foi aquilo, muita renda, bordado com brilho, transparências e vestidos ajutados no corpo, muitos deles rabo de peixe. A cartela de cor predominando o dourado e tons pastéis. O que mais me chamou atenção e me encantou foram os dois cintos de metal presentes em todos os looks. Magníficos e super luxuosos, tenho certeza que em breve veremos muitos "inspireds" circulando por aí.

Viktor & Rolf 



Sempre conceitual e inovador, inspirado no ballet, um desfile espetáculo e performático, trouxe a inspiração literalmente para a passarela. Lindos caimentos dos cortes assimétricos de latex, arrematado por estampas semelhantes a tatuagens, que interagem com a roupa. Vale a pena ver o vídeo do desfile completo, para que quiser é só clicar.

Valentino



Como foi inspirado em algo tão amplo como a natureza, o desfile ficou bem diversificado, com um pouco de tudo. Modelo ultrafemininos e outros mais austeros, entre as transparencias e bordados, passando por estampas e brocados até cores únicas e uniformes. O verão foi trabalhado em tons terrosos misturados com a neutralidade do preto e cinza, e com pontos de azul. 

Jean Paul Gautier



Fantásticas borboletas glam, fizeram um lindo desfile numa coleção bem amarradinha e quase literal. Destaque para as formas, que fazia em cada look se chegar a mesma sesação visual de asa de borboleta. Maravilhosos trabalhos de textura nos tecidos e principalmente nas rendas. 

Elie Saab



Muitos looks pastéis-esvoaçantes-transparentes-bordados que estamos cansados de ver na passarela do estilista. Mas este desfile chamou a atenção por certa inovação, modelos em cores fortes e até com a mistura delas, conferiam belos e surpreendentes resultados, tudo sem perder a delicadeza. Essa mulher do verão 2014 veio um pouquinho mais sensual e com certeza bem mais marcante. 

Armani Privè e Maison Martin Margiela



Transportar elementos do vestuário masculino para o feminino não é mais novidade, mas o resultado de looks inspirados e confeccionados em tecidos de gravataria, do desfile da Armani, ficou maravilhoso.

Martin margiela, com sua abordagem sempre chocante, crítica e com suas modelagens amplas, trouxe para a passarela o mundo underground das tatuagens, traduzidos em muitas estampas ou recortes. 

Vionnet e Ulyana Sergeenko



Vionnet trouxe um desfile moderno, abusando das formas geométricas e da sobreposição de tecidos. Embora um bom desfile, acho que o nome e o estilo da marca tem tanto peso, que destoou um pouco da proposta apresentada.

Ulyana Sergeenko, antes minha desconhecida, trouxe um desfile de divas, sobre divas, com looks para divas. Belo trabalho misturanto o estruturado e o fluido. Muito luxo!

Alexandre Vauthier



Interessante releitura dos anos 80/90, Uma silheuta bem ajustada, com bastante peças estruturadas, tanto assimétricas ou não, usadas com muito brilho, tanto dos acessórios, como doas tecidos, cetim e veludo. Mesmo sendo algo para a passarela, alguns look beiraram over, chegando perto ao estilo "Uma linda mulher".

Chanel



Chanel e a esportividade, numa silhueta dividida e com a cintura muito marcada, quase engessada. Alguns look mais cleans, e outros me surpreenderam bastante, com tamanha feminilidade de babados e laços. Já os longos fizeram juz a história da marca e apareceram num corte anos 20, mas nada básicos, cheios de bordados e brilhos.
E ai? Quanto tempo pra ver gente fazendo a cafonice de circular novamente de pochete, e galgando a justificativa no desfile da Chanel? #fashionvictm

Dior 



Uma Dior mais leve e moderna, mas sem perder a identidade da marca. Modelos estruturados com tecidos trabalhados em corte a laser em formas orgânicas, fazendo camadas de sobreposição com tecidos diferenciados. 

Versace



Sensualidade é sinônimo de Versace, looks para mulhererão. Cores fortes misturadas com tons pastéis, muito brilho e muitos decotes, assim foi o desfile. Mas o que realmente chamou atenção foi a minuciosidade de detalhes de cada peça. Arrasou nos drapeados, franzidos e até nos bordados. Vale a pena conferir o desfile todo, e ainda dando um bom zoom. 

Espero que tenham gostado desse breve resumão, lembrem-se, como designer de moda tento ser imparcial, mas não deixa de ser opinião, certo?
Para quem quiser dar uma olhadinha mais completa, é só clicar aqui.

Beijocas,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diz aí